Mordida Invertida na Infância

Mordida cruzada: o que é?

A mordida cruzada é um transtorno muito comum, podendo ser consequência de problemas esqueléticos ou dentários. Ela acontece quando a maxila (parte de cima) e a mandíbula (parte de baixo) ficam desalinhadas, principalmente ao fechar a boca, deixando tanto a mordida quanto o sorriso tortos.

O principal problema desse tipo de mordida é que ele pode prejudicar o desenvolvimento facial, a mastigação, a respiração e até mesmo a fala da pessoa afetada. Por causa disso, é muito importante que seja tratado com bastante antecedência para evitar possíveis agravamentos no futuro.

Mas como podemos fazer isso? Para entender melhor sobre o assunto, nós, da Togni Odontologia, vamos explicar neste post o que é mordida cruzada, seus tipos e principais causas. Vamos entender juntos?

O que é mordida cruzada

Como já dissemos acima, a mordida cruzada é o desalinhamento entre as arcadas dentárias. Geralmente, esse distúrbio é desenvolvido durante a infância ou a adolescência. Chama-se mordida “cruzada” porque normalmente é a arcada dentária superior que se encaixa por fora dos dentes inferiores, mas isso ocorre de forma invertida em quem tem a mordida desalinhada.

Também existem dois tipos de problemas relacionados à mordida cruzada. São eles:

Mordida cruzada anterior

Chamada popularmente de “queixo para frente”, a mordida cruzada anterior é a oclusão dental que acontece de forma invertida, ou seja, os dentes da frente da parte superior ficam por trás dos dentes da frente inferiores, onde a mandíbula teve um desenvolvimento ósseo maior que a maxila.

Mordida cruzada posterior ou lateral

A mordida cruzada posterior acontece quando os dentes posteriores da maxila se colocam por trás dos dentes da arcada inferior, sendo que a mastigação geralmente ocorre no lado que está com problemas. Este caso pode ocorrer apenas de um ou dos dois lados da boca, chamando-se assim, mordida cruzada posterior bilateral.

4 possíveis causas da mordida cruzada

1 – Problemas esqueléticos

A mordida cruzada relacionada com a diferença de desenvolvimento e crescimento entre a mandíbula e a maxila, pode ser hereditária ou não, comprometendo não somente a arcada dentária mas toda a estrutura facial.

2 – Uso excessivo de chupetas

Para os bebês e crianças, usar chupeta pode ser um ato reconfortante, contudo, o seu uso em excesso pode acarretar não desenvolvimento do palato causando uma atresia maxilar, prejudicando assim o crescimento correto dos dentes.

3 – Hereditariedade

Assim como o problema esquelético, os fatores hereditários estão conectados diretamente com problemas relacionados aos ossos, nesse caso, principalmente da mandíbula.

4 – Atraso no desenvolvimento bucal

O crescimento irregular dos dentes pode ser um fator decisivo para que o desalinhamento dos dentes ganhe desenvoltura durante a infância e adolescência.

Como tratar a mordida cruzada

Por ser um problema que geralmente se inicia na infância ou na adolescência, a mordida cruzada pode ser tratada a partir de um diagnóstico médico. Há diversas opções de procedimentos que podem ser feitos, como por exemplo o uso de aparelhos ortodônticos móveis ou fixos, e em alguns casos sendo necessária a cirurgia ortognática. O seu cirurgião dentista saberá qual o melhor tratamento.

Por causa disso, é muito importante tratar a mordida cruzada desde cedo e evitar que o problema se agrave. Se você é uma pessoa precavida, principalmente quando falamos de saúde bucal, conte conosco, da Togni Odontologia, para auxiliar em qualquer dúvida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *